HIT THE GLASS

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Será o início do fim para Kobe Bryant?


Seis jogos. Foi todo o tempo que Kobe Bryant levou para retornar de uma lesão e voltar para outra. Seis partidas. Longe do que esperava o ala-armador do Los Angeles Lakers. Kobe sofreu uma fratura no joelho. Talvez, a lesão não ser relacionada ao rompimento do tendão de Aquiles seja uma boa notícia. Talvez não.


Um fator que se repete durante os anos no início do fim para atletas profissionais é a repetição de lesões nas pernas, joelho, pés. Yao Ming, Steve Nash, Shaquille O'Neal, Charles Barkley são apenas alguns exemplos de atletas que viram a parte inferior de seus corpos desistiram antes do restante.

Fãs de Kobe parecem acreditar que o ala-armador está além dos efeitos do tempo. Já iniciaram as conversas de "é o Kobe, ele voltou da ruptura do tendão, voltará disso". Ignoram que Bryant luta contra um adversário que está invicto em toda sua história: o tempo.

Enquanto Kobe tentava voltar, forçando uma lesão que altera carreiras, o Urso o puxou novamente para a caverna. Eles ainda não terminaram sua luta.

Idade é o menor dos inimigos de Bryant, a quilometragem é. Kobe chegou na NBA cedo e tem sido uma constante presença em playoffs, All-Star Games, algumas Finais e jogos da seleção americana. São muitos quilômetros rodados pelo astro do Lakers.

Após os 29 anos de idade, estudos mostram um aumento significativo nas chances de lesões nos membros inferiores. Alie isso ao tempo que Bryant joga, treina, se prepara, desde os 17 anos de idade e fica claro como está cada vez mais difícil acreditar no retorno de Bryant a sua velha forma.

"Apenas um idiota [duvidaria de mim]", disse Bryant após mais uma lesão.

Ninguém duvida que Bryant retornará. Mas será que justificará o novo e pesado contrato oferecido pelo Lakers? Los Angeles acabou pagando muito por um jogador que deve sofrer cada vez mais com lesões nas pernas.

Bryant está envelhecendo. Seu relógio não conta mais em meses, mas em segundos. Sua ganância ao renovar por dois anos, $48,5M, afeta o futuro imediato do Lakers. A lesão no tendão afeta a fratura que afeta o Lakers. Como justificar o alto salário com um atleta que deve sofrer mais e mais com as lesões, antigas e novas.

O futuro do Lakers depende de como a equipe reagirá a mais uma lesão, e ao final de carreira, de Bryant. Kobe e seus fãs não parecer perceber que o fim está próximo. Mas a diretoria do Lakers não pode cometer o mesmo erro.
Share This

Um comentário:

  1. Maior Jogador que vi na minha vida , mas acho que chegou a hora de parar.

    ResponderExcluir

Designed By Blogger Templates | Distributed By Gooyaabi Templates